27 de mai de 2011

As lembranças vão na mala (Luan Santana)

Independentemente do que me disser agora,
Queria deixar claro algumas coisas pra você.
Independentemente, se deu certo a nossa história,
Não quero que fique comigo, por dó de me fazer sofrer

Orgulhoso, eu não, me ajoelhei pra ter seu coração,
Imperfeito, sou sim, mas dei o meu melhor até o fim.

Sua consciência não vai te deixar dormir,
Pois ninguém mais faz palhaçada pra te ver sorrir
Ninguém vai te abraçar, pra ver o sol se pôr
Ninguém vai escrever no muro uma história de amor

Mas se mesmo assim, quiser me deixar,
As lembranças vão na mala pra te atormentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário