26 de abr de 2011

Alérgico (Anahí feat Rennè)

O barulho dos carros me incomoda
Perdi minha vontade
Perdi meu ar
Isso aumenta a minha dor quilômetros mais
Enquanto eu fico aqui você se vai

Nessa noite as estrelas não se movem
Seu coração é alérgico a mim
Hoje sei não vai voltar
E não te ter jamais
E a distancia vou sobreviver
E tentar respirar...
 

Já não curarei tua solidão
Quando hoje anoitecer
Não estarei para ouvir suas histórias (loucas)
Não, pois você tem medo de sentir
Pois você é alérgico a sonhar e perder nossa cor
Pois você é alérgico ao amor

Vou caminhando em meio a tempestade
Buscando eu algum lugar minha paz
De onde eu possa então fugir
Onde você não vai estar
E ser feliz eu vou viver,mesmo
Sem você estar

Não vou mais acompanhar seus passos
Deixo a vida agora,com você!

Já não curarei tua solidão
Quando hoje anoitecer
Não estarei para ouvir suas histórias (loucas)
Não, pois você tem medo de sentir
Pois você é alérgico a sonhar e perder nossa cor
Pois você é alérgico ao amor.


23 de abr de 2011

Céu .. seu .. tão nosso, azul, meu!
Céu, não cinza, não cinzento ..
céu choroso, visivelmente branco, completo acalento;
Céu, manda chuva, manda sol, manda sonhos ..
Quem sabe, um dia de céu, mandarás o que é meu .. e meu serás!

22 de abr de 2011

Olha a menina que passa,
que balança vestido,
graceja cortejo
e segue caminho.
Ela canta uma bossa
que compassa seu passo
Ela anda dançando
Ela canta andando
Ela ia balançado seu vestido
E era esse seu deleite
Mostrar graça
Seguindo caminho assim

Melancolia


Ele se afoga nessa melancolia
diz que precisa de um tempo
razões vazias e desculpas convencionais
Tudo isso numa queixa da vida.
Queixas e lamúrias..
Ele quer um perdão,
Aquele que ele perdeu se enganando.
quer alcançar sua própria resignação
e quer terminar a queda pra se levantar!
Tens de largar teu destino
e confiar em coisas despercebidas
Lembrar que nada é tão errado
e que tão rápido as coisas mudam
Decisões são cálices precipitados.
Ele se queixa..
Melancolia, Lamúria..
Ele se esconde até ser salvo por alguém
e o fato é que ele tem as lições
mas ele permanece calado

Onde estiver (Nx Zero)


Aonde estiver, espero que esteja feliz,
Encontre o seu caminho
Guarde o que foi bom e jogue fora o que restou

Tem horas que não dá pra esconder no olhar 
Como as coisas mudam e ficam pra trás
O que era bom hoje não faz mais sentido, é
Uma hora isso ia acontecer, 
A vida cobra e a gente tem que crescer
Me pergunto se você pensa em mim 
Como eu penso em você

Pois acredito nos meus sonhos, 
Eu acredito na minha vida
E no meio dessa guerra nenhum de nós pode ganhar
Sonhar e não desistir, cair e ficar de pé
Dar valor depois que passou é duvidar da sua fé
Eu vejo a vida, tem vários caminhos, 
E entre eles o destino improvisa
Nos pequenos detalhes da vida 
A resposta está escondida

Memórias e lembranças, certezas e duvidas, 
Nada parece mudar
E apesar de tudo, enquanto o tempo passa 
Ainda espero sua resposta
Pois acredito nos meus sonhos, 
Eu acredito na minha vida
E no meio dessa guerra, 
Nenhum de nós pode ganhar.

14 de abr de 2011

Que todo mundo tenha...

Que todo mundo tenha um amor quentinho.
Descanso pro complicado do mundo. Surpresa pra rotina dos dias.
A quem esperar. De quem sentir saudades.
Um nome entre todos.
O verso mais bonito. A música que não se esquece. O par pra toda dança.
Por quem acordar. Com quem sonhar antes de dormir.
Uma mão pra segurar, um ombro pra deitar, um abraço pra morar. Um tema pra toda história.
Uma certeza pra toda dúvida.
Janela acesa em noite escura. Cais onde aportar. Bonança, depois da tempestade.
Uma vida costurar na sua, com o fio comprido do tempo.

Briza Mulatinho

13 de abr de 2011

Aprenda a ouvir...

O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila.
Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você”.
A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito.
A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta.
É na escuta que o amor começa.
E é na não-escuta que ele termina.
Não aprendi isso nos livros.
Aprendi prestando atenção.

__________ Rubem Alves ____________

11 de abr de 2011

Estar bem e feliz...

Estar bem e feliz é uma questão de escolha
e não de sorte ou mero acaso.
É estar perto das pessoas que amamos,
que nos fazem bem e que nos querem bem.
É saber evitar tudo aquilo que nos incomoda ou faz mal,
não hesitando em usar o bom senso,
a maturidade obtida com experiências passadas
ou mesmo nossa sensibilidade para isso.
É distanciar-se de falsidade, inveja e mentiras.
Evitar sentimentos corrosivos como o rancor,
a raiva e as mágoas, que nos tiram noites de sono
e em nada afetam as pessoas responsáveis por causá-los.
É valorizar as palavras verdadeiras
e os sentimentos sinceros que a nós são destinados.
E saber ignorar, de forma mais fina e elegante possível,
aqueles que dizem as coisas da boca para fora
ou cujas palavras e caráter
nunca valeram um milésimo do tempo que você perdeu ao escutá-las.
Friedrich Nietzsche

Existe alguém...

Existe alguém em mim que quer falar tudo que acha que sente. Quer dizer que faz qualquer coisa pra te ter ao lado todo dia à noite.

Esse alguém te quer.
Existe alguém que duvida. Duvida do que tu sentes e, justamente por
isso, não diz o que sente. Ele não diz, e te faz achar que ele não sente nada por ti.


Esse alguém te gosta muito.


Existe também alguém que ferve. Alguém que ignora todo o sentimento, pois espera a cada esquina por algo melhor, algo que nunca aparece e que o faz permanecer nessa incessante busca.

Esse alguém não vive sem ti.


*** Lucas Silveira **

Quebra-cabeça da nossa vida...

"... Não passam as dores, também não passam as alegrias.
Tudo o que nos fez feliz ou infeliz serve pra montar o quebra-cabeça da nossa vida, um quebra-cabeça de cem mil peças.
Aquela noite que você não conseguiu parar de chorar, aquele dia que você ficou caminhando sem saber para onde ir, aquele beijo cinematográfico que você recebeu, aquela visita surpresa que ela lhe fez, o parto do seu filho, a bronca do seu pai, a demissão injusta, o acidente que lhe deixou cicatrizes, tudo isso vai, aos pouquinhos, formando quem você é.
Não há nenhuma peça que não se encaixe.
Todas são aproveitáveis.
Como são muitas, você pode esquecer de algumas, e a isso chamamos de "passou".
Não passou. Está lá dentro, meio perdida, mas quando você menos esperar, ela será necessária para você completar o jogo e se enxergar por inteiro."

Martha Medeiros

Calorias na alma...

.. " Cace o afeto, procure quem você gosta de verdade, tire férias de rancores e mágoas, abrace forte, sorria, permita que lhe cacem também.

Cace a liberdade que anda tão rara, liberdade de pensamento, de atitudes, vá ao encontro de tudo que não tem regras, patrulha, horários. Cace o amanhã, o novo, o que ainda não foi contaminado por críticas, modismos, conceitos, vá atrás do que é surpreendente, o que se expande na sua frente, o que lhe provoca prazer de olhar, sentir, sorver. Entre numa galeria de arte. Vá assistir a um filme de um diretor que não conhece. Olhe para sua cidade com olhos de estrangeiro, como se você fosse um turista. Abra portas. E páginas.

Arroz, feijão, bife, ovo. Isso me mantém de pé, mas não acaba com meu cansaço diante de uma vida que, se eu me descuido, torna-se repetitiva, monótona, entediante.
Mas nada de descuido.
Vou me entupir de calorias na alma.
Há fartas sugestões no cardápio.
Quero engordar no lugar certo.


O ritmo dos dias é tão intenso que às vezes a gente esquece de se alimentar direito.''


*** Martha Medeiros ***

10 de abr de 2011

Que sejam protegidos

 
 
 
"Que os sensíveis sejam também protegidos.
Que sejam protegidos todos os que veem muito além das aparências.
Todos os que ouvem bem pra lá de qualquer palavra.
Todos os que bordam maciez no tecido áspero do cotidiano. Todos os que propagam a bondade.
Todos os que amam sem coração com cerca de arame farpado.
Que sejam protegidos todos os poetas de olhar e de alma, tanto faz se dizem poesia com letras, gestos, silêncios ou outro jeito de fala.
Que sejam protegidos não por serem especiais, que toda vida é preciosa, mas porque são luzeiros, vez ou outra um bocadinho cansados, no escuro assustado e apertado do casulo desse mundo."


                                                       *** Ana Jácomo ***

Amar é



" Amar é descobrir os avessos.

É olhar o outro lado, o nunca visto, o não investigado.

Amar é exercício de investigação, de constante e atenta observância. Só o observar silencioso da existência nos capacita para uma formulação de palavras... Só pode dizer alguma coisa sobre uma pessoa, aquele que soube demorar, que soube ficar, permanecer, vigiar, descobrir. As palavras reveladoras só nascem depois da observação silenciosa.

Uma mulher não se sente amada no momento em que o homem a proporciona uma noite de amor apenas... Mas sobretudo no momento em que se sentam à mesa de um restaurante, e sem que ela diga nada ele lhe pede o prato favorito. Amar é descobrir os gostos, os sabores particulares, os desejos mais ocultos.

Amar é saber a cor favorita, o número que calça os pés, o que causa medo e o que encoraja.

Hoje fiquei pensando... Meu pai morreu sem que eu soubesse qual era sua cor favorita."



Pe. Fábio de Melo

6 de abr de 2011

Eu Sei (Fresno)

Às vezes fico com saudades de momentos,
Que eu ainda não vivi
às vezes peco na vontade de sentimentos,
Que eu ainda não senti

Te vejo nas paredes dos hoteis
Eu vivo interpretando papéis
às vezes não sei mais quem sou
Me deu vontade de voltar

Pois eu sei, que você quer viver comigo, outra vez
Que você quer viver ao lado meu
Até a luz do sol se apagar

Eu exagero nas palavras
Mas nos meus versos
Eu só encontro você

É só mais um dia de chuva, e eu vou pra Redenção
Pois amanhã já vou estar em outro lugar
Muito longe daqui
Muito longe de ti

Pois eu sei, que você quer viver comigo, outra vez
Que você quer viver ao lado meu
Até a luz do sol se apagar

Enquanto houver ar pra respirar... 





.... De vez em quando é necessário a gente se perguntar se dentro de nós é um bom lugar para se viver.
Tenho me perguntado isso. E a resposta é que sim, sou um bom lugar." Martha Medeiros
O tempo passou, eu continuei acordando e indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele.

Até que algo sensacional aconteceu...

Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher, que eu acabei me tornando mulher DEMAIS para ele. Ele quem mesmo???

Martha Medeiros
O cara diz que te ama, então tá! Ele te ama.
Assunto encerrado.
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas.
Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de quilômetros.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você quando for preciso.
Ser amado é ver que ele(a) lembra de coisas que você contou dois anos atrás, e vê-lo(a) tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ele(a)fica triste quando você está triste, e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d'água.
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão.
Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.
Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.
Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.
Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;
quem não levanta a voz, mas fala;
quem não concorda, mas escuta

" Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos. Eu só queria ser legal, ser boa, ser leve. Mas dá realmente pra ser assim? " [ Tati Bernardi ]
Se você quiser me contar seus segredos
Sou de todo ouvido.
Se os seus sonhos não derem certo,
Estarei sempre lá para você.
Se precisar se esconder,
Terá sempre minha mão.
Mesmo se o céu desabar,
Estarei sempre contigo.
Sempre que precisar de um lugar,
Haverá meu canto, pode ficar.
Se alguém quebrar seu coração.
Juntos cuidaremos.
Quando sentir um vazio,
Você não estará sozinha.
Se você se perder lá fora,
Te buscarei.
Te levarei prá algum lugar
Se precisar pensar.
E quando tudo parecer estar perdido,
E você precisar de alguém
Eu estarei sempre aqui.

(Martha Medeiros)

5 de abr de 2011

PARA SER FELIZ


A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor,
o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde,
ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema:
queremos a piscina olímpica e uma temporada num SPA cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar
pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes
inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo,
queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.
É o que dá ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Aprendendo a desaprender

Passamos a vida inteira ouvindo os sábios conselhos dos outros. Tens que aprender a ser mais flexível, tens que aprender a ser menos dramática, tens que aprender a ser mais discreta, tens que aprender... praticamente tudo.
Mesmo as coisas que a gente já sabe fazer, é preciso aprender a fazê-las melhor, mais rápido, mais vezes. Vida é constante aprendizado. A gente lê, a gente conversa, a gente faz terapia, a gente se puxa pra tirar nota dez no quesito "sabe-tudo". Pois é. E o que a gente faz com aquilo que a gente pensava que sabia?
As crianças têm facilidade para aprender porque estão com a cabeça virgem de informações, há muito espaço para ser preenchido, muitos dados a serem assimilados sem a necessidade de cruzá-los: tudo é bem-vindo na infância. Mas nós já temos arquivos demais no nosso winchester cerebral. Para aprender coisas novas, é preciso antes deletar arquivos antigos. E isso não se faz com o simples apertar de uma tecla. Antes de aprender, é preciso dominar a arte de desaprender.
Desaprender a ser tão sensível, para conseguir vencer mais facilmente as barreiras que encontramos no caminho. Desaprender a ser tão exigente consigo mesmo, para poder se divertir com os próprios erros. Desaprender a ser tão coerente, pois a vida é incoerente por natureza e a gente precisa saber lidar com o inusitado. Desaprender a esperar que os outros leiam nosso pensamento: em vez de acreditar em telepatia, é melhor acreditar no poder da nossa voz. Desaprender a autocomiseração: enquanto perdemos tempo tendo pena da gente mesmo, os demais seguiram em frente.
A solução é voltar ao marco zero. Desaprender para aprender. Deletar para escrever em cima.
Houve um tempo em que eu pensava que, para isso, seria preciso nascer de novo, mas hoje sei que dá pra renascer várias vezes nesta mesma vida. Basta desaprender o receio de mudar.

Martha Medeiros

Ponto de Fuga




E a moça? De que lugar teria vindo? Que caminhos teria pisado? Que insuspeita das descobertas teria feito? Tu olharias a moça mas, as perguntas não acorrendo, o mistério que a envolveria seria desfeito - uma moça vestida de azul, sentada no chão de uma praça sem lago. Não poderias saber nada de mais absoluto sobre ela, a não ser ela própria. Fazendo perguntas, tu ouvirias respostas. Nas respostas ela poderia mentir, dissimular, e a realidade que estava sendo, a realidade que agora era, seria quebrada. pois, não fazendo perguntas, tu aceitarias a moça completamente. Desconhecida, ela seria mais completa que todo um inventário sobre o seu passado. Descobririas que as coisas e as pessoas só o são em totalidade quando não existem perguntas, ou quando essas perguntas não são feitas. Que a maneirar mais absoluta de aceitar alguém ou alguma coisa se ria justamente não falar, não perguntar - mas ver! Em silêncio.

Caio Fernando Abreu

3 de abr de 2011

 
 
 
Ouça aqui, mocinha!
Não fique pensando que o mundo lhe pertence não.
Não caia nessa onda. E outra coisa - não se esforce.
Pelo o menos não tanto.
Não fique ai remando contra a maré, dando murro em ponta de faca.
Veja - se não for pra ser, não vai ser.
Acredite em mim. Coisa boba essa sua tentativa de ir além.
E olhe, eu não estou pedindo para você desistir não, não é isso.
Eu só quero que você pense mais, leia mais.
Que tenha argumentos melhores.
Você está muito nova ainda. Cresce!




[Caio Fernando Abreu]
 
                                     De braços aberto pra vida!